Curtir
Segunda, 17 de Fevereiro de 2020

Propaganda em uniforme sem compensação por uso da imagem gera dano moral

05/08/2015 12:33
Empregado de uma transportadora que trabalhava com uniforme com logomarcas comerciais e não era compensado pelo uso da imagem receberá indenização. Decisão é da 8ª turma do TRT da 1ª região.

Na inicial, o trabalhador contou que era obrigado a trabalhar com uniformes que continham logomarcas de diversas empresas. O fato, segundo ele, levava a empregadora a obter vantagem econômica perante seus fornecedores sem que houvesse devida compensação. A empresa, por sua vez, alegou que em momento algum o empregado apontou qualquer situação que lhe tenha causado constrangimento pelo fato de usar uniforme com logomarcas.

Analisadas as fundamentações, a juíza do Trabalho Gabriela Canellas Cavalcanti, da 67ª vara do TJ, reconheceu o uso indevido da imagem e determinou o pagamento de indenização por dano moral no valor de R$8 mil ao trabalhador. A empresa recorreu.

No 2º grau, a desembargadora relatora, Dalva Amélia de Oliveira, manteve o dano moral, fundamentada no artigo 20 do CC:

“Salvo se autorizadas, ou se necessárias à administração da justiça ou à manutenção da ordem pública, a divulgação de escritos, a transmissão da palavra, ou a publicação, a exposição ou a utilização da imagem de uma pessoa poderão ser proibidas, a seu requerimento e sem prejuízo da indenização que couber, se lhe atingirem a honra, a boa fama ou a respeitabilidade, ou se se destinarem a fins comerciais.”

A magistrada, no entanto, reduziu para R$2.500,00 o montante devido a título de indenização.

Leia a íntegra do acórdão.

Últimas Notícias

23/01/2019 16:58 - BANCÁRIA OBTÉM GRATUIDADE DE JUSTIÇA
18/07/2018 13:44 - APOSENTADORIA HÍBRIDA - PERÍODO URBANO E RURAL
16/07/2018 13:56 - Gestante que recusou oferta de reintegração ao emprego vai receber indenização substitutiva
05/08/2015 12:33 - Propaganda em uniforme sem compensação por uso da imagem gera dano moral
05/08/2015 12:28 - Invadir corredor exclusivo de ônibus passa a ser infração gravíssima
05/08/2015 12:25 - Compra do HSBC pelo BRADESCO: O que fazer quando seu banco é vendido para outro